8 dicas do que não se fazer durante o cliente oculto

Ser um Cliente Oculto demanda uma atenção muito grande. Você passa a ter os olhos de um cliente comum, que experimenta e avalia os serviços que uma determinada empresa tem a oferecer. Mas, muito além disso, o papel é analisar como é essa experiência e sinalizar à empresa contratante os pontos que podem ser melhorados.

A partir dos dados que o Cliente Oculto recolhe, são feitos relatórios que, depois, serão repassados para quem contratou o serviço. Este tipo de trabalho vem se tornando cada vez mais comum no Brasil, por conta de sua eficácia.

Se você deseja ser um cliente oculto de sucesso, veja 8 dicas do que não se fazer durante as visitas e garanta uma ótima experiência!

1. Não se identifique

Jamais, em hipótese alguma, identifique-se como um Cliente Oculto. Revelar a sua identidade pode prejudicar todo o projeto e automaticamente cancelar a sua visita.

2. Aja naturalmente

Além de não revelar a sua identidade, é preciso, também, ser discreto em todas as suas ações. Agir naturalmente mesmo, como um cliente comum faria. Caso você perceba que o funcionário está suspeitando da sua personalidade, finja que não sabe o que é isso e saia de fininho.

3. Faça anotações de forma discreta

Todas as percepções que você tiver durante uma visita são de extrema importância para a construção de um relatório completo. Por isso, anotações são muito importantes. Mas tome o cuidado de fazê-las de maneira que não chame atenção. A melhor dica, nesse caso, é usar o celular para digitar tudo aquilo que achar importante sem parecer muito suspeito.

4. Compareça ao local e dia agendados

Verificar nas instruções do material dia, horário e local de sua avaliação. É de extrema importância manter aquilo que foi acordado entre você e a empresa contratante.

5. Evite perder o foco

O seu objetivo é ter os olhos da gestão: realizar uma avaliação discreta e com olhar crítico. Por isso, foque no papel que precisa desempenhar, naquilo que precisa dar maior importância para que seu questionário saia o mais completo e enriquecido possível.

6. Só aceite visitas que atendam ao seu perfil

Não se candidate a uma vaga em que não atenda ao perfil proposto. Há muitas empresas que exigem um perfil específico para realizar este tipo de trabalho (por exemplo: ser correntista do banco X, ter a operadora Y de celular, entre outros). E, se você mentir, o trabalho pode sair com falhas ou, até pior, o contratante pode descobrir, o que pode acabar com a sua imagem profissional.

7. Cumpra com todos os prazos

Organize-se para enviar os questionários dentro da data combinada. Atrasar sem uma justificativa muito plausível ou fazer isso sempre pode comprometer o seu trabalho. Consequentemente, você não será mais procurado para próximas oportunidades.

8. Tenha atenção aos mínimos detalhes

Na hora de entregar o relatório, procure completar com todos os detalhes que achar pertinente, desde os mais simples até os de extrema importância. Entregar um relatório com informações vagas pode prejudicar o seu trabalho. E a intenção é coletar as informações mais relevantes possíveis,

Como vimos, atuar como um cliente oculto vai muito além de apenas experimentar e avaliar serviços. Na realidade, é uma atividade que exige comprometimento, dedicação discrição e, claro, um olhar crítico.

E você, gostou de conhecer as 8 dicas do que não se fazer durante as visitas de um cliente oculto? Quer investir nessa atividade? Então acesse o nosso site agora mesmo!