Conheça o passo a passo de uma avaliação de cliente oculto

O processo de avaliação de cliente oculto exige que várias etapas sejam cumpridas. Elas devem ser executadas da forma adequada para que todos saiam beneficiados — tanto quem realiza a tarefa como a empresa que contrata.

Ao mesmo tempo, o procedimento é bem mais fácil do que parece. Ao saber todos os passos certos que devem ser seguidos, tudo fica mais simples. Para que não restem dúvidas, veja quais são as fases de avaliação de cliente oculto e entenda como tudo acontece.

A escolha da avaliação é a primeira parte

Uma boa empresa especializada nessa realização conta com dezenas (e até centenas) de oportunidades. Dependendo de onde você está e do raio que está disposto a cobrir, é possível encontrar várias possibilidades.

Então, o primeiro passo consiste em escolher qual é a avaliação desejada. Observe o endereço, os horários, o valor de remuneração e as atribuições.

 

A certificação é obrigatória

Uma das formas de garantir que a avaliação de cliente oculto vai sair conforme o esperado é por meio da certificação. Essa etapa é possível a partir da disponibilização e do estudo de materiais específicos sobre o processo.

O candidato a fazer a análise deve acertar todas as perguntas. Do contrário, tem que refazer a etapa.

O preenchimento da candidatura vem em seguida

Para garantir a qualidade da avaliação de cliente oculto, não existe uma aprovação automática. Embora você deva escolher a oportunidade que prefere, é preciso se candidatar a ela.

Em geral, isso significa definir o que entendeu da tarefa, explicar por que quer realizá-la e quando deseja fazê-la. Essas informações serão submetidas e, quando passarem por uma análise, saberá se pode ou não ser o responsável.

O cumprimento das principais exigências é necessário

Dependendo do tipo de avaliação que é feita, é essencial ficar atento a algumas questões obrigatórias. Em alguns casos, é preciso ter um veículo. Em outros, deve comprovar renda ou morar em um lugar específico.

Todos esses elementos têm que ser comprovados para que haja a autorização para a realização.

A visita permite fazer o levantamento de dados

Depois desses passos de preparação, há a visita ao lugar que foi especificado. O cliente oculto tem que seguir todas as orientações, como solicitar informações ou serviços específicos.

O Cliente Oculto não pode conhecer ninguém que trabalhe no local avaliado e nem demonstrar que está em um processo de avaliação. É proibido revelar o objetivo do procedimento, bem como levar materiais impressos que permitam que os funcionários tirem essa conclusão.

O envio do relatório é a etapa final

Por fim, a avaliação de cliente oculto precisa ser totalmente registrada. Isso é feito por meio de um questionário, em que o cliente anexa todos os documentos, fotos e informações obtidas no local de avaliação.

O Pagamento das avaliações é feito sempre no prazo determinado pelo manual.

Para conseguir que tudo saia exatamente conforme o esperado, veja 5 dicas de como ser um bom cliente misterioso.